Vidas secas by Graciliano Ramos

Vidas secas

By Graciliano Ramos

  • Release Date: 2013-07-01
  • Genre: Ficção e literatura
Score: 4
4
From 17 Ratings
Download Now
The file download will begin after you complete the registration. Downloader's Terms of Service | DMCA

Description

O que impulsiona os personagens é a seca, áspera e cruel, e paradoxalmente a ligação telúrica, afetiva, que expõe naqueles seres em retirada, à procura de meios de sobrevivência e um futuro. Apesar desse sentimento de transbordante solidariedade e compaixão com que a narrativa acompanha a miúda saga do vaqueiro Fabiano e sua gente, o autor contou: "Procurei auscultar a alma do ser rude e quase primitivo que mora na zona mais recuada do sertão... os meus personagens são quase selvagens... pesquisa que os escritores regionalistas não fazem e nem mesmo podem fazer ...porque comumente não são familiares com o ambiente que descrevem...Fiz o livrinho sem paisagens, sem diálogos. E sem amor. A minha gente, quase muda, vive numa casa velha de fazenda. As pessoas adultas, preocupadas com o estômago, não tem tempo de abraçar-se. Até a cachorra [Baleia] é uma criatura decente, porque na vizinhança não existem galãs caninos". VIDAS SECAS é o livro em que Graciliano, visto como antipoético e anti-sonhador por excelência, consegue atingir, com o rigor do texto que tanto prezava, um estado maior de poesia.

Reviews

  • Tocante

    5
    By MarlonAir
    Um relato profundo da seca humana no Nordeste.O sofrimento de Fabiano, Sinhá Vitória, os dois meninos e baleia é emocionante, toca o coração.Pobreza extrema.
  • Catinga??

    2
    By AdoroLer
    Baixei uma amostra do livro e fiquei em choque com os erros no texto. A vegetação de caatinga virou catinga, palavra repetida 8 vezes na amostra!! Isso para não falar de palavras sem acentuação. A nota ruim ficou, assim, para a péssima edição da Distribuidora Record de Serviços de Imprensa, responsável pelo desenvolvimento do e-book, segundo lá consta. Não comprei o livro por medo de me contaminar com o mau português.

keyboard_arrow_up